Posição da CT-UP: assuntos laborais

Face à dicotomia vigente na U.Porto, por imperativos legais, entre trabalhadores em funções publicas e privadas, a CT-UP tem vindo a envidar esforços no sentido de reduzir as discrepâncias entre ambos. A harmonização do regime de justificação de faltas para apoio à doença, é o exemplo mais recente.

Em finais de Outubro ficamos a saber que ainda não tinha sido concluído o processo de contratualização de serviços entre os Serviços Partilhados e as Escolas/Serviços, mas há o compromisso dos órgãos de gestão da UP em auscultar previamente cada trabalhador alvo antes da migração/regresso às Escolas/Serviços de origem.

Porto, 23 de Novembro de 2015,