Sobre o Plano Estratégico da Universidade do Porto (2016-2020)

A CT-UP saúda a Reitoria e congratula-se por ter sido colocada em ampla discussão a versão pública do “Plano Estratégico U.Porto 2020”.

O actual plano quinquenal vem na esteira do anterior (2010 – 2015), que agora finda, baseado em objectivos com metas a atingir e assente no “aprofundamento do regime fundacional”. De notar, contudo, que um quinto das metas agora propostas não foram quantificadas.

O plano segue uma matriz padronizada, passível de ser aplicada a qualquer outra universidade ou empresa.

O propósito transversal é claro – alcançar a excelência.

Todavia, não foram especificados os novos meios (humanos, materiais, financeiros) necessários para alcançar tal desiderato no próximo quinquénio, tanto mais que o percentual de receitas próprias se mantém.

A CT-UP constata a inquietante pouca atenção dada aos trabalhadores não-docentes ao longo do texto, confinados a meros figurantes.

Face ao exposto, a CT-UP sugere a complementação deste documento com menção a medidas concretas constantes de um mais eficaz plano operacional, abrangendo toda a Academia, permitindo projetar a UP, reforçando o lugar de destaque que lhe é devido.

A CT-UP disponibiliza-se para colaborar na elaboração do documento final.